Rondônia avança no ranking nacional de distribuição de vacinas contra a covid-19

A união de esforços visa fortalecer as ações para que cada vez mais, Rondônia seja  destaque nacional no enfrentamento à covid-19

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), registrou nesta segunda-feira (12) por meio dos Sistemas de Informação de Insumos Estratégicos (Sies) do Ministério da Saúde, que o Estado está na  7ª colocação no ranking brasileiro de distribuição de vacinas contra a covid-19 aos municípios. Os dados estão disponíveis no site do Ministério da Saúde. O Estado está prestes a contabilizar um milhão de doses recebidas pelo Governo Federal, totalizando 979,508 doses de imunizantes e o percentual de repasse de 96,2% para o interior do Estado.

A estratégia logística para alcançar os municípios mais longínquos é baseada em uma técnica assertiva e transparente fundamentada no Plano Nacional de Operacionalização (PNO) da Vacinação contra a covid-19, adotado pelo Governo do Estado. As doses que chegam ao Estado ficam armazenadas menos de 24 horas na Central Estadual de Rede de Frio, e distribuídas em seguida às Regionais de Saúde de: Ji Paraná, Cacoal, Vilhena, Ariquemes, Rolim de Moura, e Porto Velho.  O diretor-geral da Agevisa, Gilvander Gregório de Lima, reitera que a união de esforços visa fortalecer as ações para que cada vez mais, Rondônia seja  destaque nacional no enfrentamento à covid-19.  “Essa qualificação no ranking nacional na distribuição de imunizantes feita pela Agevisa, é justamente devido à preocupação em ter o imunizante, o mínimo possível nos depósitos e o máximo possível à disposição da população, especialmente no cidadão que tem o interesse de se vacinar e se proteger contra a covid-19”.

Segundo Gregório, a meta é reforçar a vacinação contra a covid-19 e para isso, são necessários dois passos importantes: uma força-tarefa municipal articulada com relação à alimentação no sistema, e agilidade na aplicação das doses. “Apelamos aos municípios que receberam os imunizantes, para que façam a aplicação deles mais rápido possível. É importante, inclusive, atualizar o sistema, porque só assim melhoraremos também este ranking que é importantíssimo e a população ficará livre da covid-19”.

A expectativa é de que até dezembro todos os públicos do PNO em Rondônia estejam vacinados. “Nossa população é quase um milhão e oitocentas pessoas, e nós já estamos na margem de um milhão de vacinas, então o prognóstico de receber vacinas está muito dentro do esperado; esse é o nosso projeto, nosso plano, é nosso desejo. A Agevisa fará todo o esforço necessário para que isto se concretize”, finalizou Gregório.

Link de referência

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entrar

Cadastrar

Redefinir senha

Digite o seu nome de usuário ou endereço de e-mail, você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.