ARÁBICA DE MATAS DE MINAS E ROBUSTA DE MATAS DE RONDÔNIA SÃO OS DESTAQUES DO 17º CONCURSO ABIC DE QUALIDADE – ORIGENS DO BRASIL – SAFRA 2020

Com recorde de inscrições e cafés de altíssima qualidade, a competição traz como novidade a classificação dos produtores por região e preparo do café, além de uma nova plataforma digital

O microlote da produtora Maria Luiza Lacerda Gomes, produzido no Sítio Forquilha do Rio, em Espera Feliz (MG), foi o campeão na categoria arábica do 17º Concurso ABIC de Qualidade – Origens do Brasil – Safra 2020 por atingir a nota de 8,87 na Qualidade Global. Já na Categoria Canéfora, o grande destaque foi o Robusta de Matas de Rondônia, produzido por Juan Travain, na fazenda Selva Café, em Cacoal – RO, que atingiu a nota de 8,80 de Qualidade Global.

A 17ª edição do Concurso ABIC foi marcada pelo alto nível dos cafés participantes e pelo fato de todas as propriedades terem cumprido o quesito de boas práticas de sustentabilidade. O fato também levou a Comissão Julgadora a premiar os cafés pelo seu preparo, Cereja Descascado ou Natural. Assim, algumas origens tiveram mais de um campeão, todos com excelentes notas. Confira abaixo:

Os cafés foram avaliados nos dias 21 e 22 de janeiro por um júri composto de especialistas em classificação e análise sensorial na metodologia do Programa de Qualidade do Café – PQC da ABIC.

Número recorde de amostras enviadas

O 17º Concurso ABIC de Qualidade – Origens do Brasil – safra 2020 teve um número recorde de participantes, oriundos de 15 origens brasileiras e totalizando incríveis 54 amostras, dez a mais em relação à última edição.

“O resultado do 17º Concurso ABIC reforça a excelente qualidade da safra 2020. A entidade se orgulha de promover as diversas origens, os produtores e oferecer, através das nossas indústrias, o melhor dessa safra aos consumidores brasileiros”, ressalta Ricardo Silveira, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Café – ABIC.

Leilão

No dia 28 de janeiro, às 12h, terá início o leilão de todos os lotes campeões por região. O lance mínimo será o equivalente a 70% acima da cotação B3, do dia 27/01/2021, e as ofertas podem ser efetuadas até às 17h, do dia 08 de fevereiro. Podem participar torrefadoras, cafeterias e demais pessoas jurídicas interessadas.

Nesta edição, a entidade realizará o leilão em plataforma externa, que pode ser acessada através do link: https://leilao.abic.com.br/index. Para participar, basta PREENCHER A FICHA DE LANCE COMPRADOR DISPONÍVEL NO LINK http://bit.ly/abic17cficha e aguardar a senha de acesso para realizar as ofertas por saca. Ou seja, caso o comprador deseje adquirir todo o microlote será necessário realizar as ofertas individualmente em cada uma das duas sacas.

No dia 09 de fevereiro, serão divulgadas as empresas campeãs do leilão, conforme critérios abaixo descritos:

• Categoria OURO ARÁBICA – Empresa que pagar o maior valor de aquisição por saca de café da espécie Coffea arábica.

• Categoria OURO CANÉFORA – empresa que pagar o maior valor de aquisição por saca de café da espécie Coffea canéfora.

• Categoria DIAMANTE – Empresa que fizer o maior investimento em qualidade. Será considerado o valor resultante do investimento total da empresa no leilão para aquisição de cafés de alta qualidade, calculado pelo produto do número de sacas adquiridas vezes o valor unitário oferecido.

 

Link de referência

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entrar

Cadastrar

Redefinir senha

Digite o seu nome de usuário ou endereço de e-mail, você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.